No icon

Por: Redação

Gui Khury é campeão do Vert Battle em pódio com Augusto Akio (2º) e Pedro Barros (3º)

Gui Khury, de apenas 13 anos, escreveu mais um capítulo na história do Vertical neste domingo (31). Manobras espetaculares, entre elas dois 900º, garantiram ao skatista da Seleção Brasileira Júnior de Park o título da segunda etapa do Vert Battle 2022, realizada em Atibaia (SP).

"Meu Deus! Meu Deus! Não acredito!", eram as primeiras palavras dele logo após a divulgação do resultado final.

Logo na sua primeira volta, já dava para imaginar que o dia seria mesmo de Gui Khury, que recebeu a nota 85,33. Ali, todos mal sabiam que seria a maior de todo o fim de semana, com direito a um 720º.

Na segunda volta ele ainda completou um 900º - como caiu no meio da volta, sua nota não foi tão boa. E ainda havia a terceira, quando acertou outro 900º, mas só não foi perfeita porque caiu ao finalizar a última manobra, um 720º. Ainda assim, conquistou também a segunda maior nota da final, um 83,17.

“Quero muito confirmar esse nível e esse ritmo nos próximos eventos, mas com esses caras aí, que são muito bons, não será nada fácil. É uma galera que está andando muito”, vibrou Gui Khury, que em 2022 disputa o Vert Battle categoria PRO pela primeira vez. “É uma experiência incrível e estou feliz demais. E ansioso com os outros campeonatos que estão por vir”, emendou ele, que na primeira etapa, em São Bernardo do Campo (SP), já tinha terminado em segundo lugar.

Um dos nomes citados pelo jovem campeão é ninguém menos que Pedro Barros, medalha de prata na modalidade Park nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O skatista da Seleção Brasileira foi um dos nomes que elevou o nível da final, fazendo com que os juízes já jogassem as notas lá para cima. Com direito a dois 540º logo na primeira volta, cravou uma nota 81,60 que, no fim, lhe garantiu o terceiro lugar.

Augusto Akio, o Japinha, que conquistou a maior nota nas semifinais, ainda tinha a chance do título. O skatista que também integra a Seleção Brasileira de Park emplacou uma série empolgante na última volta, alcançou 83,17 de nota e ficou com a segunda posição.

O destaque entre as meninas no Vertical foi Raicca Ventura, que conquistou o título do Open feminino no sábado, repetindo o feito de São Bernardo do Campo. Um dos principais nomes do Park no Brasil, primeira do ranking nacional em 2022, ela admite que o Vert é uma outra paixão.

“Digamos que sou 50% Park e 50% Vert. Amo os dois. Só tenho a agradecer ao meu treinador por mais essa conquista. Acabamos de voltar dos Estados Unidos, onde fiz uma série de treinos em que aperfeiçoei demais o meu skate. Agora que retornei, quero treinar ainda mais para tentar obter os melhores resultados nas próximas competições”, contou Raicca.

O pódio feminino ainda teve Helena Laurino na segunda posição e Manu Timitaki em terceiro lugar.

 O título da categoria Amador, que também foi disputada no sábado, ficou com Pietro Nunes. Dan Sabino, segundo colocado, e Diego Mitsuo, terceiro, completaram o pódio.

 A terceira e última etapa do ano do Vert Battle acontece em setembro, em Madureira, no Rio de Janeiro. O circuito é realizado pela Plataforma STU.

RESULTADO FINAL – CATEGORIA PRO
1 - Gui Khury – 85,33
2 - Augusto Akio – 83,17
3 - Pedro Barros – 81,60
4 - Dan Cezar Pardinho – 81,00
5 - Rony Gomes – 79,87
6 - Gustavo Fujikawa – 78,90
7 - Carlos Niggli – 74,23
8 - Matheus Hiroshi – 73,00

Comment